14.2 C
Sintra
Segunda-feira, Maio 23, 2022
Início Notícias Política Geografia das Eleições Legislativas 2022

Geografia das Eleições Legislativas 2022

O Partido Socialista obteve 41.68% dos votos e 117 deputados

PUB

Segundo os resultados divulgados pela Direcção Geral da Administração Interna, o Partido Socialista (PS) foi a força política mais votada nas eleições de 30 de janeiro de 2022, ao obter 41.68% dos votos e 117 deputados, o que configura uma situação de maioria absoluta, a segunda na história do partido.

O PSD obteve 27.8% dos votos e elegeu 71 deputados, o Chega 7.15% e 12 deputados, o Iniciativa Liberal 4.98% e 8 deputados, o BE 4.46% com 5 deputados, o PCP-PEV 4.39% e 6 deputados, o CDS-PP 1.61% sem eleger qualquer deputado, o PAN 1.53% e 1 deputado, o Livre 1.28% e 1 deputado, as coligações do PSD nas Regiões Autónomas 1.47% e 5 deputados e os outros partidos e votos brancos e nulos 3.66%. Os resultados não são os definitivos, faltando ainda atribuir 4 mandatos, correspondentes aos círculos fora de Portugal.

Numas eleições em que estavam inscritos 9 298 390 eleitores, votaram 5 389 705 cidadãos, o que representou uma taxa de participação eleitoral de 57.96% e de abstenção de 42.04%, esta baixando relativamente às duas legislativas anteriores.

A taxa de participação foi mais elevada na freguesia de Veiga de Lila, no concelho de Valpaços (distrito de Vila Real), onde 199 dos 252 inscritos foram votar (78.97%). Pelo contrário, na freguesia de Rabo de Peixe, concelho de Ribeira Grande (Açores), foi onde se registou a maior taxa de abstenção, pois apenas 15.52% dos 7473 inscritos nesta freguesia votaram.

Em termos absolutos, o valor conquistado pelo PS é o 4º maior de sempre, apenas ultrapassado em 1999 (2,4 milhões de votantes), 1995 e 2005 (2,6 milhões de votantes em ambas as eleições). O partido superou os 2 milhões de votantes em 4 outras ocasiões: 1975, 2009, 2002 e 1983. 

O PS foi maioritário em 2190 das 3092 freguesias do país, tendo o PSD sido o mais votado em 812 freguesias, o PCP-PEV em 7 freguesias, o CDS-PP em 2 freguesias, o Juntos pelo Povo (JPP) em duas, a coligação PPD/PSD.CDS-PP em 46 e a coligação PPD/PSD.CDS-PP.PPM em 33.

Por concelho, o PS obteve o máximo de votos em 252 dos 308 concelhos do país, o PSD em 45 e as coligações do PSD nas Regiões Autónomas em 11 concelhos.

Uma análise dos dados disponíveis por freguesia permite ainda conhecer algumas curiosidades destas eleições. Assim:

  • O PS obteve melhor votação na freguesia de Negrões (concelho de Montalegre), com 77.17% dos 92 votos aqui contabilizados;
  • O PSD obteve melhor votação na freguesia de Veiga de Lila (concelho de Valpaços), com 77.89% dos 199 votos aqui contabilizados;
  • O Chega teve maior representação em Póvoa de São Miguel (concelho de Moura), com 29.33% dos 375 votos desta freguesia;
  • O Iniciativa Liberal conseguiu um valor mais elevado de votação na freguesia da Avenidas Novas (concelho de Lisboa), com 16.6% dos 14 511 votos;
  • O BE obteve o melhor resultado na freguesia de São Pedro de Rio Seco (concelho de Almeida), com 10.71% dos 84 votos da freguesia;
  • O PCP-PEV registou um máximo de 46.78% dos 1271 votos contados na freguesia de Pias (concelho de Serpa);
  • O CDS-PP obteve o melhor resultado na freguesia de Boalhosa (concelho de Ponte de Lima), com 43.06% dos 72 votos aqui contabilizados;
  • O PAN conseguiu um valor mais elevado de votação na freguesia de Barão de São Miguel (concelho de Faro), com 4.92% dos 183 votos;
  • O Livre recolheu maior votação na freguesia de Arroios (concelho de Lisboa), com 6.27% dos 15 739 votos
- PUB -

EM DESTAQUE