16.7 C
Sintra
Domingo, Agosto 1, 2021
Início Vida no Campo Árvores de Fruto: poda e formação da planta

Árvores de Fruto: poda e formação da planta

Poda e formação da planta, alguns termos e noções

PUB

Para todas as árvores de fruto há necessidade da realização da poda de formação, inicial, e das podas seguintes, de modo a manter-se o bom desenvolvimento da planta e a respectiva produtividade ao longo da sua vida.

Particularmente quanto à poda, os métodos da formação da árvore pode intimidar qualquer amador inexperiente. Todavia isso não deve acontecer, e não acontecerá, se forem seguidas com todo o rigor as instruções e regras.

A palavra “plantinha” é usada sobretudo para os exemplares com um ano de idade. O “garfo” é a variedade que se enxerta no “cavalo” (“padrão” ou “porta-enxerto”) de outra árvore. “União” é o termo que designa o ponto de enxertia. Uma “pernada” é um braço que nasce do tronco. As pernadas dão origem a outros ramos, secundários, denominados “braços”. Um “guia” é um ramo central principal ou um rebento seleccionado para o prolongamento de um ramo principal. Um “lateral” é um lançamento para o lado. Os “esporões” são laterais curtos que desenvolvem gomos florais. Podem aparecer naturalmente ou ter a sua formação induzida pela poda selectiva dos laterais. Os “gomos florais” ou “botões” são flores ainda fechadas e muitas vezes são denominados “gomos frutíferos”. Os “gomos de madeira” originam ramos, em lugar das flores. “Ladrões” são os ramos que emergem abaixo do nível do solo ou da união do enxerto.

- PUB -

EM DESTAQUE