14.9 C
Sintra
Quinta-feira, Maio 6, 2021
Início Notícias Política Metro ligeiro vai unir Loures a Santa Apolónia

Metro ligeiro vai unir Loures a Santa Apolónia

Bernardino Soares afirma que "é um passo muitíssimo importante"

PUB

O presidente da Câmara Municipal de Loures considera que foi dado “um passo muitíssimo importante” com a aprovação do protocolo que prevê a chegada ao concelho do metro ligeiro de superfície, a partir de Santa Apolónia.

Este protocolo de cooperação com os Municípios de Oeiras e de Lisboa, com a Carris e com o Metropolitano de Lisboa contempla o “estudo, planeamento e concretização” de um projeto de expansão do percurso do elétrico 15, denominado Linha Intermodal Sustentável.  

A ideia é que essa expansão, através de um novo meio de transporte rápido em sítio próprio, ocorra em dois corredores: Cruz Quebrada/Alcântara e Santa Apolónia/Loures. Este último troço tem uma extensão prevista de cerca de 14 quilómetros, com passagem por Moscavide, Portela e Sacavém.   

Para Bernardino Soares, o protocolo aprovado por unanimidade em reunião da Câmara de Loures “é um passo muitíssimo importante, porque tem o compromisso de um conjunto de entidades” e “dá a garantia de que não haverá um recuo”. “Falta agora que existam verbas suficientes no próximo quadro comunitário para o conjunto de investimentos”, sublinhou o presidente do Município, num alerta dirigido ao Governo.  

O autarca entende que o metro ligeiro de superfície “pode ser uma boa solução” para o concelho, por ter “uma capacidade de transporte bastante significativa” e pelas suas caraterísticas em termos de inserção no território e de custos.  

Na proposta agora aprovada sublinha-se a importância deste projeto para a “melhoria das condições de mobilidade” da população de Loures, “quer nas deslocações internas, quer nas ligações aos outros municípios da Área Metropolitana de Lisboa”.   

Em breve, a expetativa do executivo municipal é que venha a ser celebrado um outro protocolo, com o Metropolitano de Lisboa e a Câmara Municipal de Odivelas, relativo à expansão do metro à zona do Hospital Beatriz Ângelo e do Infantado. “Os trabalhos estão bastante avançados”, adiantou Bernardino Soares.  

Já o vereador Tiago Matias classificou como “imperativa” a necessidade de trazer o metro até Loures e lembrou o trabalho que tem vindo a ser feito nesse sentido ao longo dos últimos anos. O responsável pelas áreas das Obras Municipais e dos Transportes elencou ainda outros avanços, como a criação do passe intermodal, o concurso público para os transportes rodoviários em curso na Área Metropolitana de Lisboa e o desenvolvimento do Plano Municipal de Mobilidade e Transportes.     

- PUB -

EM DESTAQUE